Eixos de Ação

Divulgação da criação do Movimento de Ajuda Animal de Pereira

ampliar
fechar
03.02.2013
A AMUQSL falou com Margarida Raposo, médica veterinária e uma das impulsionadoras do Movimento de Ajuda Animal de Pereira (MAAP). Quando e por que motivo foi criado o MAAP? O MAAP foi criado há cerca de cinco meses, por um grupo de moradores da UQSL que pretendem ter um papel mais ativo na sociedade face ao problema recorrente do abandono de animais de companhia, nomeadamente cães e gatos. Acreditamos que uma organização local para a ajuda de animais abandonados é a resposta a um problema que, infelizmente, ocorre em todo o país. De momento, são poucos os animais que vivem nas ruas da nossa vila, pelo que é a altura exata para começarmos a agir e a prevenir novas ninhadas e o sofrimento desnecessário destes animais. Qual é o objetivo do MAAP? O objetivo principal é conseguir que todos os animais que vivem atualmente nas ruas de Pereira tenham a oportunidade de ter uma família, como merecem, para que deixem de existir animais nas nossas ruas. Dessa forma, evitaremos os perigos associados a este problema, especialmente os atropelamentos. Importa dizer que o MAAP não pretende ser uma associação, nem substituir as obrigações dos organismos do Estado na defesa e proteção da saúde animal e da saúde pública. Quais são as funções do MAAP? O MAAP, através dos seus voluntários, procede à identificação dos animais sem dono que vivem nas ruas de Pereira, à sua desparasitação e esterilização, quando possível e necessário, e à sua consequente integração em famílias de acolhimento temporário ou definitivo. O que diferencia estes dois tipos de famílias? As famílias de acolhimento temporário são famílias que, embora não possam manter os animais durante toda a sua vida, se disponibilizam para lhes oferecer abrigo e cuidados, enquanto não é encontrada uma família definitiva para os animais. Sempre que possível, o MAAP tenta ajudar as famílias de acolhimento temporário, contribuindo ao nível da alimentação dos animais. Qualquer habitante de Pereira pode trabalhar com o MAAP? Sim. As pessoas que queiram ser voluntárias podem participar em tarefas diversificadas, incluindo a identificação dos animais, a sua captura, a prestação de cuidados veterinários, a divulgação dos animais para adoção (nomeadamente, através do Facebook) e o encaminhamento dos animais para as respetivas famílias. Quem quiser oferecer contribuições para a alimentação dos animais a cargo das famílias de acolhimento temporário pode entregá-las nos serviços veterinários da UQSL (Clínica Veterinária de Pereira e Dvet - Serviços Veterinários ao Domicílio).